Após amargar o banco de reservas nas duas primeiras rodadas do Campeonato Brasileiro , Weverton retornou à meta do Atlético-PR e completou 100 jogos - sendo 93 oficiais e sete amistosos - com a camisa rubro-negra na derrota por 3 a 2 para o Cruzeiro, neste sábado , no Estádio Mané Garrincha. 

Apesar da derrota, o goleiro comemorou seu retorno e com sorriso no rosto declarou estar muito feliz. 

- É claro que gostaria que o resultado fosse de vitória nesta noite, mas infelizmente jogamos com um a menos durante todo o segundo tempo, o que deixou o jogo muito difícil. Fizemos um belíssimo primeiro tempo, mas com os erros individuais na segunda etapa acabaram determinando a derrota. Mas apesar disso, estou muito feliz em retornar - declarou Weverton. 

Aos 27 minutos do primeiro tempo, Weverton praticou grande defesa, em cabeceio de Bruno Rodrigo. No gol da Raposa, aos 35 minutos, a bola era indefensável. Na segunda etapa, em cobrança de falta de Dagoberto, aos quatro minutos, o camisa 12 praticou outra grande defesa em dois tempos. No gol de empate do Cruzeiro, de pênalti, Weverton foi para um lado e a bola para o outro. E por fim, na virada do adversário, o goleiro não conseguiu defender cabeceio de Marcelo Moreno. 

Por questões extra-campo, não reveladas, Weverton foi barrado nos dois primeiros jogos do Brasileiro, contra Grêmio e Vitória. O jovem Santos foi o titular da meta no 1 a 0 sobre o time gaúcho, e no empate heroico por 2 a 2 com o Rubro-Negro baiano na última rodada. 

Weverton teve grandes momentos com a camisa do Atlético-PR, como na classificação do time para a fase de grupos da Libertadores
 
 

Centésima partida 

Em entrevista à TV CAP, o goleiro afirmou que está vivendo o melhor momento da sua vida, e aproveitou para relembrar os dois últimos jogos no banco de reservas e pedir sequência na meta rubro-negra. 

- Para mim é muito gratificante atingir essa marca. Ninguém vive só de alegria no futebol, os momentos difíceis fazem parte, mas o bom disso tudo é que eu consegui superar estes momentos. Posso dizer que hoje estou vivendo o melhor momento da minha vida e da minha carreira. E claro, espero que venham mais jogos pela frente - declarou o goleiro.  

Dos 100 jogos realizados com a camisa rubro-negra, Weverton elegeu os dois jogos que mais marcaram sua passagem pelo clube. 

- Em 2012 - ano que eu cheguei - passamos por um momento complicado e atípico para o clube, que foi disputar uma Série B. E não tem como deixar de fora o jogo contra o Paraná, que precisávamos apenas de um empate para conquistarmos o acesso. Foi um jogo muito complicado e marcante. O outro jogo que me marcou foi contra o Grêmio, na semifinal da Copa do Brasil. Acredito que aquele jogo foi o melhor de toda minha vida - contou Weverton.